Contacto direto
igus® Lda.

Rua Eng. Ezequiel

Campos, 239

4100-231 Porto

+351 226 109 000
+351 228 328 321
História da empresa

Da garagem para o mundo

1964 - a igus GmbH foi criada

No início tudo é difícil

"Dê-me o seu maior problema que eu irei encontrar uma solução", disse Günter Blase. Ele teve que arriscar para conquistar a Pierburg, como seu primeiro cliente. Com duas crianças em casa para sustentar. O dinheiro era escasso nessa altura. Ele tinha acabado de criar a igus com a sua mulher Margret e a primeira máquina de injeção de moldes ainda tinha que ser adquirida. A encomenda da empresa Pierburg era mesmo necessária urgentemente.

Günter Blase no seu escritório

1965 – O primeiro produto

Um problema da empresa Pierburg

Günter Blase recebeu uma encomenda da Pierburg. A parte mais complicada do problema era uma peça de um carburador. Em 1965, ninguém tinha tido a ideia de utilizar um plástico para fazer esse pequeno componente, normalmente metálico e para além disso, fazê-lo por injeção em molde. O processo de produção era demasiado complicado. Para Günter Blase, isso não era motivo para desânimo. Ele foi para a sua garagem e fez experiências até sair a primeira peça perfeita da máquina de injeção.

Peça produzida para a empresa Pierburg

1971 - A primeira calha articulada

A igus desenvolve a primeira calha articulada em polímero

A criação da primeira calha articulada em plástico é sintomática da igus GmbH: Foi desenvolvida porque Günter Blase ouviu cuidadosamente o fabricante da indústria têxtil Schlafhorst. A Schlafhorst procurava um novo conceito para as suas máquinas têxteis, de modo a, proteger os cabos num grande comprimento no seu ambiente fabril agressivo. A igus já fabricava casquilhos deslizantes em plástico de elevada performance com sucesso. A chamada série 20 foi criada juntamente com um engenheiro mecânico. Um marco na automação.

Calha articulada série E20

1977 - Novas instalações

A mudança para Lochermühle em Bergisch Gladbach

A garagem em Colónia-Mühlheim rapidamente se tornou muito pequena. Em Bergisch Gladbach perto de Colónia, Günter Blase fundou um edifício à medida, na histórica zona industrial de Lochermühle.  Situada acima dos antigos terrenos onde as primeiras fábricas se tinham estabelecido, já desde 1595, devido à proximidade do rio Strunde, existia aí o espírito empreendedor certo para dar o impulso necessário à igus como empresa.
 

Fábrica da igus em Lochermuehle com a máquina de injeção

1979 - O catálogo das calhas articuladas

A igus publica o seu primeiro catálogo de calhas articuladas

A inovadora calha articulada feita em polímeros de elevada performance é desenvolvida e várias variantes são disponibilizadas. De modo a introduzir as calhas igus de forma eficiente no mercado, o primeiro catálogo de calhas articuladas foi desenhado e impresso. O design do catálogo com uma espiral, foi o precursor de todos os materiais de publicidade e documentos impressos até hoje na igus.  

O primeiro catálogo da igus de calhas porta-cabos articuladas

1983 - O primeiro casquilho deslizante

O iglidur G é apresentado na "K", a feira dos plásticos

Günter Blase é conhecido pela sua mente curiosa e seu espírito pioneiro. Portanto, foi uma questão de tempo até desenvolver os seus próprios materiais para casquilhos deslizantes, sem depender dos materiais de fornecedores. O iglidur G foi o primeiro material utilizado para fazer casquilhos deslizantes com o método de injeção em molde. O casquilho deslizante iglidur G, também conhecido por "o clássico" na igus, ainda faz parte da gama de produtos da empresa.  O que o faz destacar é a sua versatilidade e, assim como todos os casquilhos deslizantes da empresa, o facto de ser isento de lubrificação e manutenção.
 

Casquilhos deslizantes iglidur Q

1985 - Inauguração da filial nos EUA

A igus viaja para o outro lado do oceano

Nesta altura, Frank Blase juntou-se à empresa e viu uma oportunidade de alcançar mais rapidamente o sucesso nos EUA com a gama de casquilhos deslizantes. Dois materiais adicionais, iglidur X e iglidur M250, foram desenvolvidos e produzidos em dimensões em polegadas. No entanto, o início em Rhode Island foi bastante lento. Em 1986, o seu irmão mais novo, Carsten Blase assumiu aí a empresa e Frank voltou para a Alemanha. Hoje, a igus dos EUA é uma das maiores filiais das 35 existentes pelo mundo.
 

Filial da igus nos EUA

1986 - o sistema solar da igus

Frank Blase desenvolve o sistema solar da igus

As pessoas fazem da igus o que ela é hoje. Não só os colaboradores como também os clientes. De modo a ilustrar a filosofia da igus e facilitar a interiorização, Frank Blase desenvolveu o sistema solar da igus, que representa visualmente a estrutura da empresa igus. Esta inclui tudo e todos: equipas, chefes, diretores e claro, o cliente como centro e foco vital para a existência da empresa. Afinal, é o cliente que, tal como o sol, é a nossa fonte de energia.  Tudo funciona em conjunto dentro de um sistema orientado para as regras do caos - e é garantido que não é estático.

Sistema solar igus

1986 - Desenvolvimento da primeira calha articulada tapada do mundo

Maior proteção para os condutores

Sempre que há madeira, há imenso serrim e lascas. Cada vez em mais ramos da indústria, as calhas articuladas são um sucesso, no que diz respeito a proteção de cabos, contra os variados problemas associados ao movimento dos mesmos. A calha articulada tapada R68 foi desenvolvida, de modo a, oferecer um sistema "amigo" dos cabos para a indústria de madeiras e, também no transporte de materiais. Graças ao seu desenho fechado, é fornecida a melhor proteção possível para cabos em ambientes agressivos. Além disso, facilita a instalação.

R68: a primeira calha tapada da igus

1989 - O primeiro cabo elétrico

A igus desenvolve o chainflex CF1

As calhas articuladas começavam a ser cada vez mais utilizadas na indústria e, portanto, era inevitável que os cabos elétricos adequados se tornassem um foco. Ao falar com os clientes, Frank Blase costumava ouvir dizer que cabos de má qualidade levavam a efeitos "saca rolhas", rutura dos fios condutores e formação de laçadas em situações de grande aceleração, muitos ciclos e elevadas velocidades. A igus já tinha superado esse desafio no caso das calhas articuladas.  Desta forma, a empresa decidiu desenvolver os seus próprios cabos tribologicamente optimizados com um sistema inovador, assumindo assim, a responsabilidade de todo o sistema de cabos e calha articulada.

Primeiro cabo chainflex CF1

1991 - A introdução do catálogo eletrónico

A digitalização estende-se aos catálogos na forma do xigus 1.0

Os catálogos em papel já não se adequavam ao standard que a igus havia definido. Os clientes receberiam mais informação e também seriam capazes de encontrar as calhas articuladas mais indicadas para as suas aplicações.  O primeiro programa de configuração foi colocado num CD-ROM, uma simulação que sugeria a configuração mais adequada e oferecia diferentes formas de separação interior. Um passo importante para a "Energia em movimento de forma fácil"

xigus 1.0 - o primeiro catálogo eletrónico

1993 - o ínicio das readychains

A igus começa a oferecer calhas articuladas confecionadas, prontas para instalação imediata.

Todas as pessoas na igus fazem sempre perguntas importantes: Como podemos melhorar algo para o nosso cliente? Como resposta a muitas destas questões, a igus lançou as readychains no mercado, as calhas articuladas pré-confecionadas , com os cabos necessários nos comprimentos certos e, portanto, prontas para instalação imediata.  E isso não é tudo. Encomendar tornou-se mais fácil para o cliente, uma vez que agora apenas faria a encomenda de uma referência. A readychain pode ser entregue e instalada mais rapidamente e ocupa menos espaço para instalação, melhorando a logística e tornando a produção mais económica.

readychain com diferentes cabos chainflex

1993 - A primeira guia linear redonda

A igus oferece agora guias lineares redondas drylin R

Os clientes da igus pediam cada vez mais soluções para movimentos lineares.  Eles queriam tornar os movimentos mais silenciosos e livres de lubrificação, com todas as vantagens que já conheciam da gama de casquilhos deslizantes lisos iglidur. Um revestimento com compensação de folga feito num material de baixo atrito, foi o primeiro produto a entrar no mercado nesse contexto. O nome "drylin" por si só era um indicativo do que era: guia linear, a seco Por outras palavras, isenta de lubrificação

Guia linear redonda drylin R

1994 - Mudança para Porz-Lind em Colónia

A igus cresce - a necessidade de uma fábrica maior torna-se necessária

A fábrica tornou-se pequena demais, a igus estava a crescer continuamente em todas as áreas. Eram necessários mais espaço para produção e mais pessoas. Não só para uns anos, mas sim para longo prazo e como base de uma fábrica que pudesse crescer com a empresa. O arquiteto britânico de renome, Sir Nicholas Grimshaw ficou fascinado com o briefing e com a imagem do sistema solar, que reflete a cultura empresarial. Um edifício foi criado com pilares amarelos marcantes e destaca-se devido à sua abertura, flexibilidade e um design fora do comum brilhante que desde então tem deixado uma ótima impressão nos colaboradores e visitantes.

Fábrica da igus em Porz-Lind, Colónia

1994 - Introdução das rótulas esféricas

As rótulas e chumaceiras igubal expandem a gama de produtos da igus

O fabrico de chumaceiras com alinhamento automático foi a consequência lógica do contínuo desenvolvimento de materiais e do aumento do número de possíveis aplicações. Fabricadas através de moldagem por injeção com 2 componentes, o alojamento e a calota esférica interior móvel. A gama de produtos igubal continua a crescer continuamente, mas, quaisquer que sejam os novos materiais e formatos, algumas coisas permanecem iguais: os casquilhos são isentos de lubrificação, de manutenção e mais económicos que os casquilhos metálicos.

Rótula igubal esférica

1999 - Foi criada a filial na China

Um escritório da representada na Terra dos Sorrisos

A China tornou-se cada vez mais um importante mercado para a igus. As calhas articuladas, os cabos e os casquilhos deslizantes de Porz-Lind em Colónia eram também aqui bastante requisitados. Para uma melhor coordenação e gestão das relações empresariais, foi criada uma filial na China um pouco antes da mudança do milénio. Hoje é a maior filial fora da Alemanha.

Filial da igus na China

2003- As calhas articuladas triflex

A igus desenvolve a primeira calha articulada para robôs industriais.

Em muitas áreas de produção, a indústria está a introduzir cada vez mais automação e, portanto, o uso de robôs. No entanto, devido ao seu grande raio de movimento, os robôs dão origem a requisitos especiais para sistemas de fornecimento de energia seguros e fiáveis. A igus apresenta as primeiras soluções especiais para robôs que suportam movimentos de torção e funcionamento 24 horas por dia, e são muito flexíveis. É lançada a gama de produtos triflex. Os cabos igus que funcionam com as mesmas condições surgem posteriormente.
 

Calha articulada triflex

2003 - As guias lineares drylin W

O sinal de partida para o extenso sistema modular de guias lineares

A igus produz a sua primeira guia linear, a drylin W. Também neste caso, os argumentos vencedores foram os elementos deslizantes serem completamente isentos de lubrificação e de manutenção. A sua resistência à sujidade, poeiras e humidade torna-os utilizáveis em muitos ambientes difíceis. Uma vantagem adicional é o facto de funcionarem de forma silenciosa, especialmente no caso de longos períodos de utilização em muitas máquinas a trabalhar em paralelo. Com este sistema modular, a igus facilita a configuração da guia linear mais adequada para cada cliente. Eles são todos resistentes ao desgaste.

Guia linear drylin W

2008 - Rolamentos de esferas xiros

Isentos de lubrificação devido aos polímeros de elevada performance.

Todas as crianças estão familiarizadas com os rolamentos de esferas, uma vez que podem ser encontrados em skates, scooters para crianças entre outros. São componentes presentes no nosso dia a dia. A necessidade de lubrificação é algo com que todos os utilizadores acabam por verificar ao fim de algum tempo. Foi aí que a igus voltou à sua caixa de truques com polímeros e desenvolveu os primeiros rolamentos de esferas em plástico com extremamente baixo atrito. "xiros" é derivado da palavra grega para "seco". Estes produtos também são isentos de lubrificação e manutenção. Eles são mais leves que os rolamentos de esferas metálicos e, por serem mais higiénicos, são adequados para uma variedade consideravelmente maior de aplicações.

Rolamentos de esferas xiros

2009 - A extensão da fábrica

A estrutura flexível começa a ser utilizada.

O design futurista da fábrica com os pilares amarelos começa a compensar. A igus aumenta o tamanho da fábrica em uns extraordinários 60%. Mais máquinas, mais moldes, mais espaço de armazenamento, há um lugar para tudo no espaçoso edifício. E ainda sobra espaço para uma posterior expansão.
 

A igus aumenta a área da fábrica em 60%.

2009 - Início do robolink

O início do desenvolvimento dos braços robóticos low-cost

O robolink W foi o primeiro braço robótico low-cost fabricado pela igus. O desenvolvimento começou com a compra de uma patente de um braço articulado com acionamento por cabos. Apenas alguns anos depois, o desenvolvimento do robolink deu um grande passo e a série D foi desenvolvida. O acionamento foi a principal diferença para os modelos anteriores. O robô articulado robolink D é accionado com acionamentos diretos.

Braço robolink W com gripper

2010 - As calhas articuladas twisterband

Guiar cabos de forma fiável e segura com rotações até 7.000 graus

Com as twisterband, a igus lança no mercado as suas próprias calhas articuladas para sistemas rotativos de alimentação de energia. Com um movimento rotativo de 7.000 graus na horizontal e até 3.000 graus em instalações verticais, é uma solução económica para movimentos rotativos com espaço extremamente pequeno. O design é bastante futurista e muito fácil de movimentar. Alerta: em 2011, esta calha articulada ganha o prémio Red Dot Design Award.

twisterband

2010 - Varões e placas produzidos em iglidur

Os primeiros varões e placas feitos em iglidur

A igus já tem polímeros de elevada performance em vários formatos. "Porque não também em varões e placas?", pensou a igus em 2010. Desde então, os materiais iglidur estão disponíveis em forma de placas, varões redondos e ocos.  A vantagem é que com varões e placas iglidur, os clientes podem fazer as suas peças à medida e usufruir das vantagens associadas dos diferentes materiais de iglidur. Em alternativa, a igus oferece também o serviço de maquinação de varões e placas iglidur, de acordo com os requisitos do cliente.
 

Varões e placas iglidur

2011 - Mesas lineares drylin E

Mesas lineares drylin agora com drives e motores

O "E" de "elétrico" diz tudo. A igus distribui agora drives e motores para as mesas lineares drylin. Na loja online, o cliente pode configurar uma mesa linear completa, incluindo o motor, cabos conectores e peças específicas instaladas, em apenas alguns cliques. Para além disso, a pesquisa de produtos calcula o preço individual das mesas lineares, assim como o relação de utilização dos motores e a duração de vida em ciclos. Neste caso, o "E" também pode significar em inglês "easy configuration" (fácil configuração).
 

drylin E

2012 - Segunda extensão da fábrica

A fábrica da igus em Porz-Lind, Colónia aumenta mais uma vez

Como se Günter Blase já estivesse à espera disso em 1994. Provavelmente tinha esperança disso. A igus continua a crescer e necessitava novamente de mais espaço. Felizmente, isso já estava previsto na fase de planeamento e as áreas de produção e postos de trabalho mudaram mais uma vez dentro das quatro paredes da Spicher Strasse A arquitetura voltada para o futurodo Sir Nicholas Grimshaw tornou isso possível.

Fábrica da igus com a última extensão

2014 - iglidur on tour

Um Smart com 56 casquilhos deslizantes em iglidur efetuou uma digressão mundial.

No 30º aniversário do iglidur, um Smart foi equipado com casquilhos deslizantes iglidur e enviado numa viagem pelo mundo.  O pequeno carro viajou por 30 países em 14 meses. Com esta campanha, a igus demonstrou os vários tipos de utilização possíveis dos casquilhos deslizantes em polímeros e as vantagens especiais dos materiais iglidur por todo o mundo.

Smart da iglidur on tour numa praia no Brasil

2016 - Serviço de impressão 3D

A igus imprime peças resistentes ao desgaste fabricadas em plásticos de elevada performance

Filamentos 50 vezes mais resistentes ao desgaste, peças impressas em 3D que podem lidar com o mesmo número de movimentos que as peças moldadas por injeção - esta foi a promessa com que a igus iniciou o serviço de impressão 3D. Pó de SLS, moldes impressos em 3D para injeção e serviços online gratuitos também são oferecidos pela empresa. A possibilidade de calcular a duração de vida das peças online é única a nível mundial. A igus mantém a promessa.

Impressora 3D com filamento

2016 - smart plastics

Manutenção preditiva com polímeros de elevada performance

Os componentes da igus são resistentes ao desgaste e duram sempre mais, como resultado há menos trabalho de manutenção para as empresas. Com os seus smart plastics, a igus apresenta sensores e sistemas de transmissão que detetam o desgaste em tempo real e tornam as substituições planeadas possíveis, emitindo sinais correspondentes. Isto acaba com a possibilidade do pior cenário, ou seja, danos ou falha da máquina. Assim poupa tempo, problemas e dinheiro. E aumenta a produtividade.

Calhas articuladas e cabos chainflex smart plastics

2019 - RBTX lean robotix

Plataforma que reúne utilizadores e fornecedores de componentes de robótica low-cost.

A igus lança a plataforma que reúne utilizadores e fornecedores de componentes de robótica low-cost, de forma rápida e fácil. Os utilizadores podem configurar uma solução de robótica low-cost que atenda aos seus requisitos e orçamento. Os fornecedores de componentes de robótica podem apresentar os seus produtos a um maior público, num novo marketplace.

Logótipo RBTX - lean robotix

A igus®

Ano de formação
 
Faturação
 
Colaboradores (mundiais)
 
Investimento em I+D & digitalização
 
Maior laboratório de testes
 
Filiais
 
Patentes
 
Clientes igus
 
 
Produtos

 

1964
 
748 milhões de euros
 
4150
 
51,7 milhões de euros
 
3800 m2, mais de 15 000 testes realizados anualmente
 
35
 
1422 patentes e 238 modelos registados
 
Mais de 200 000 clientes a nível mundial, de 50 setores industriais
 
Mais de 234 000 artigos em stock:
calhas articuladas, cabos, casquilhos deslizantes, tecnologia linear, materiais semi-acabados, impressão 3D e automação low-cost.

Linha do tempo com dados chave importantes da história da igus®  

As nossas três promessas principais para os nossos clientes

  • Aumento da duração de vida - redução de custos.  Pelo menos uma delas é sempre verdade no que diz respeito aos nossos produtos, caso contrário, não iremos vender.
  • A duração de vida dos nossos produtos pode ser calculada online facilmente e gratuitamente.
  • Envio rápido no mínimo em 24 horas.

Logótipos com o sinal do euro, aperto de mão e camião de entrega  

Newsletter

PC, tablet e smartphone com a newsletter igus