Selecione o local de entrega

A seleção do país/região pode influenciar vários fatores, tais como preço, opções de envio e disponibilidade de produtos.
Contacto direto
igus® Lda.

Rua Eng. Ezequiel

Campos, 239

4100-232 Porto

+351 226 109 000
PT(PT)

iglidur® J - Dados do material

Tabela de materiais

Características gerais: Unidade iglidur® J método de teste
Densidade g/cm³ 1,49
Cor amarelo
Máxima absorção de humidade a 23 °C/50% h.r. H. % do peso 0,3 DIN 53495
Absorção máx. de água % do peso 1,3
Coeficiente de atrito superficial, dinâmico, em aço µ 0,06 - 0,18
valores pv (a seco) MPa x m/s 0,34

Propriedades mecânicas
Módulo de elasticidade MPa 2.400 DIN 53457
Força de tração a +20 °C MPa 73 DIN 53452
força de compressão MPa 60
Pressão superficial máxima recomendada (20 °C) MPa 35
Dureza Shore D 74 DIN 53505

Propriedades físicas e térmicas
Temperatura de aplicação máx. a longo prazo °C +90
Temperatura máx. de aplicação em exposição breve °C +120
Temperatura mínima de aplicação °C -50
condutividade térmica/de calor [W/m x K] 0,25 ASTM C 177
Coeficiente de expansão térmica (a 23 °C) [K-1 x 10-5] 10 DIN 53752

Propriedades elétricas
Resistência volumétrica específica Ωcm > 1013 DIN IEC 93
resistência superficial Ω > 1012 DIN 53482
Tabela 01: dados técnicos



 

Fig. 01: Valores pv permitidos para mancais iglidur® J com parede de 1 mm de espessura em operação seca contra um eixo de aço, a +20°C, instalado em uma carcaça de aço.
 
X = Velocidade da superfície [m/s]
Y = Carregar [MPa]


 
Os casquilhos iglidur® J são caracterizados pelos seus coeficientes de atrito extremamente baixos em funcionamento a seco e efeito de arranque brusco ("stick-slip").


Fig. 02: Máx. pressão superficial recomendada em função da temperatura(35 MPa a +20 °C)
 
X = Temperatura [°C]
Y = Carregar [MPa]
Figura 03: Deformação sob baixas cargas e temperaturas
 
X = Carga [MPa]
Y = Deformação [%]

Propriedades Mecanicas

A resistência à pressão dos casquilhos deslizantes iglidur® J diminui com o aumento da temperatura. A fig. 02 demonstra esta influência. Com uma exposição prolongada à temperatura máxima de +90°C, a pressão superficial permitida é de 20 MPa. A pressão superficial máxima recomendada representa um parâmetro importante relativamente ao material. Não podem ser retiradas conclusões ao nível tribológico.


 
 
 
 
 
Com uma pressão superficial máxima recomendada de 35 MPa, os casquilhos iglidur® J não são indicados para cargas extremas. A figura 03 apresenta a deformação elástica do iglidur® J em condições de cargas radiais.


Máxima velocidade superficial

m/s rotativo Oscilação linear
Constante 1,5 1,1 8
curto período 3 2,1 10

Tabela 02: Velocidade máxima de deslize

Velocidades superficiais admissíveis

Os baixos coeficientes de atrito e a tendência muito baixa de efeito de arranque brusco ("stick-slip") dos casquilhos deslizantes iglidur® J é particularmente importante, a velocidades muito baixas. Contudo, o iglidur® J também pode ser utilizado para velocidades elevadas superiores a 1 m/s. Em ambos os casos, o atrito estático é muito reduzido e o atrito não ocorre. Os valores máximos apresentados na tabela 02 apenas podem ser atingidos a baixas pressões. Nas velocidades indicadas, o atrito pode provocar um aumento da temperatura até aos níveis máximos permitidos. Contudo, na prática, esta temperatura é raramente alcançada devido às diferentes condições da aplicação.


iglidur® J temperatura ambiente
Inferior - 50 °C
Superior, a longo prazo + 90 °C
Superior, a curto prazo + 120 °C
Segurança axial adicional + 60 °C

Tabela 03: Limite de temperatura para iglidur® J

Temperaturas

Os casquilhos iglidur® J podem ser utilizados com temperaturas entre os -50 °C e +90 °C; a temperatura máxima permitida em exposição breve é de 120 °C. Acima dos +80 °C, o desgaste aumenta extremamente. Recomenda-se uma fixação adicional a temperaturas superiores a +60 °C.


iglidur® J Seco Massa lubrificante Óleo Água
Coeficiente de atrito µ 0,06 - 0,18 0,09 0,04 0,04

Tabela 04: Coeficiente de atrito para o iglidur® J em trabalho com o aço (Ra = 1 µm, 50 HRC)

Atrito e desgaste

Tal como na resistência ao desgaste, o coeficiente de atrito µ também muda consoante a carga (figuras 04 e 05).

Figura 04: Coeficientes de atrito dependendo da velocidade superficial, p = 0.75 MPa
 
X = Velocidade da superfície [m/s]
Y = Coeficiente de atrito μ
Figura 05: Coeficientes de atrito dependendo da carga, v = 0,01 m/s
 
X = Carregar [MPa]
Y = Coeficiente de atrito μ

Desgaste, aplicação rotativa com vários materiais de veio Figura 06: desgaste em aplicações rotativas com vários materiais de veio p = 1 MPa, v = 0,3 m/s
 
X = materiais de veio
Y = desgaste [μm/km]
 
A = alumínio anodizado
B = aço maquinado
C = Cf53
D = Cf53, cromoduro
E = St37
F = V2A
G = X90

Materiais dos veios

O atrito e o desgaste dependem também de um elevado nível na parte oposta. Com o aumento da rugosidade do veio, o coeficiente de atrito da combinação também aumenta. Idealmente é adequada uma superfície com baixa rugosidade e com um acabamento superficial médio de Ra = 0,1 a 0,3 µm. As figuras 06 e 07 apresentam um resumo dos resultados de testes com diferentes materiais de veio com casquilhos deslizantes iglidur® J. Comparando com a maioria dos outros materiais iglidur®, o desgaste dos casquilhos deslizantes iglidur® J com cargas baixas é extremamente reduzido relativamente a todos os materiais de veio testados. A resistência ao desgaste dos casquilhos iglidur® J é excecional mesmo com cargas aumentadas até 5 MPa. Contacte-nos no caso de o material do veio não estar incluído nesta lista.

Desgaste em aplicações giratórias e rotativas Diagrama 07: desgaste em aplicações oscilantes e rotativas com diferentes materiais de veio, p = 2 MPa
 
Y= desgaste [μm/km]
 
A = Cf53
B = cromoduro
C = aço inoxidável 304
D = aço de carbono HR
 
azul = rotativa
cor-de-rosa = oscilante

Meio envolvente Resistência
Álcoois +
Hidrocarboneto +
Massas, óleos sem aditivos +
Combustíveis +
Ácidos diluídos 0 to -
Ácidos fortes -
Bases diluídas +
Bases fortes + to 0
+ resistente      0 resistência limitada      - não resistente

Todas as especificações à temperatura ambiente[+20 °C]
Tabela 05: resistência química do iglidur®


 

 
Propriedades eléctricasOs casquilhos iglidur® J são isoladores eléctricos.

Resistência especifica > 1013 Ωcm
Resistência superficial > 1012 Ω

Propriedades adicionais

resistência química
Os casquilhos iglidur® J são resistentes a alcalinos diluídos e ácidos muito fracos, bem como a combustíveis e todos os tipos de lubrificantes. A baixa absorção de humidade permite o uso em ambientes com mais ou menos humidade. Os casquilhos em iglidur® J são resistentes aos agentes de limpeza comuns utilizados na indústria alimentar.
 
 
Raios radioativos Os casquilhos iglidur® J são resistentes à radiação até uma intensidade radioativa de 3 • 102 Gy.
 
 
Resistência UVOs casquilhos iglidur® J mudam de cor quando expostos a raios UV. Contudo, as propriedades do material não se alteram.
 
 
VácuoEm vácuo, os casquilhos deslizantes iglidur® J permitem libertação da humidade. Por esta razão, apenas os casquilhos isentos de lubrificação estão indicados para vácuo.


Absorção máxima da umidade
por +23 °C/50 % U. R. 0,3 peso-%
Máx. absorção de água 1,3 peso-%

Tabela 06: Absorção de umidade do iglidur® J
 

Efeito da absorção da humidade nos casquilhos deslizantes Diagrama 10: efeito de absorção de humidade
 
X = Absorção de humidade [% do peso]
Y = Redução do diâmetro interno [%]

absorção de água

O grau e absorção de humidade dos casquilhos iglidur® J é cerca de 0.3% nas condições standard de temperatura. O limite de saturação da água é 1,3%. Estes valores são tão baixos que uma expansão do material só necessita de ser considerada em casos extremos.


Diâmetro
d1 [mm]
Veio
h9 [mm]
iglidur® J
E10 [mm]
Alojamento H7
[mm]
Até 3 0 - 0,025 +0,014 +0,054 0 +0,010
> 3 bis 6 0 - 0,030 +0,020 +0,068 0 +0,012
> 6 bis 10 0 - 0,036 +0,025 +0,083 0 +0,015
> 10 bis 18 0 - 0,043 +0,032 +0,102 0 +0,018
> 18 bis 30 0 - 0,052 +0,040 +0,124 0 +0,021
> 30 bis 50 0 - 0,062 +0,050 +0,150 0 +0,025
> 50 bis 80 0 - 0,074 +0,060 +0,180 0 +0,030
> 80 bis 120 0 - 0,087 +0,072 +0,212 0 +0,035
> 120 bis 180 0 - 0,100 +0,085 +0,245 0 +0,040

Tabela 07: tolerâncias importantes para casquilhos iglidur® J de acordo com a norma ISO 3547-1 após montagem à pressão.

Tolerancias de instalação

Os casquilhos iglidur® J são casquilhos standard para veios com tolerância h (mínimo recomendado h9). Os casquilhos são concebidos para montagem à pressão num alojamento com tolerância h7. Depois da instalação num alojamento com diâmetro nominal, o diâmetro interior do casquilho ajusta-se automaticamente à tolerância E10. Em determinadas dimensões, a tolerância diverge deste valor dependendo da espessura da parede (ver Fornecimento)


The terms "igus", "Apiro", "CFRIP", "chainflex", "conprotect", "CTD", "drygear", "drylin", "dryspin", "dry-tech", "easy chain", "e-chain", "e-chain systems", "e-loop", "e-ketten", "e-kettensysteme", "e-spool", "e-skin", "flizz", "ibow", "igear", "iglidur", "igubal", "kineKIT", "manus", "motion plastics", "pikchain", "plastics for longer life", "print2mold", "readycable", "readychain", "ReBeL", "robolink", "speedigus", "tribofilament", "triflex", "xirodur" and "xiros" are legally protected trademarks of the igus® GmbH/Cologne in the Federal Republic of Germany, and, where applicable, in some foreign countries. igus® GmbH points out that it does not sell any products of the companies Allen Bradley, B&R, Baumüller, Beckhoff, Lahr, Control Techniques, Danaher Motion, ELAU, FAGOR, FANUC, Festo, Heidenhain, Jetter, Lenze, LinMot, LTi DRiVES, Mitsubishi, NUM, Parker, Bosh Rexroth, SEW, Siemens, Stöber and all other drive manufacturers mentioned on this website. The products offered by igus® are those of igus® GmbH.